Arquivo da categoria: Gêmeos

Atenção de filho único

Gêmeos

Sempre posto aqui as dificuldades de ser mãe de gêmeos, mas hoje vou postar sobre como deve ser difícil ser gêmeo.

Para facilitar a rotina, costumamos fazer tudo no mesmo horário, o banho é junto, as refeições são feitas juntas, as idas ao shopping, supermercados, passeios, a tv…sempre juntos.

O que eu fiz há algum tempo para mudar isso, foi separa-los na escola (estão em salas separadas) e a natação também não é no mesmo horário, sei que isso dificulta e as vezes atrapalha muito a nossa rotina, mas é algo necessário para que eles vivam suas vidas e sua individualidade. Alguns finais de semana, eu e meu marido nos separamos um pouco em programas diferentes com eles, ou seja, eu fico com um e ele com o outro, assim damos atenção e carinho exclusivo para um deles e aproveitamos para fazer alguma atividade de um curte e o outro não.

Para ver como isso pesa para ELES, meu filho está fazendo fono e toda segunda-feira pego ele mais cedo na escola (só ele), e por mais que seja apenas 1 hora e meia sem a irmã, ele já demonstrou o quanto fica feliz em ter esse momento só dele, esse espaço só pra ele e essa atividade exclusiva. Ele está curtindo a fono como algo PARA ELE.

E mesmo o momento no carro comigo, ele conversa o quanto está feliz de ficar com a mamãe nesse tempo.

Gêmeos não precisam fazer TUDO juntos, marque as consultas no pediatra separadas de vez em quando, o retorno na dentista também pode ser assim, uma ida no shopping, um passeio no parque, esses momentos serão especiais para eles e para você também que poderá dar atenção para um filho como se fosse único.

Nossa agenda complica eu sei, mas devemos isso à eles.

🙂 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Depois, Dicas, Gêmeos

Coisas que aprendi sendo mãe de gêmeos:

Ser mãe de gêmeos é maravilhoso, somos realmente especiais!

Ter gêmeos é ter SIM trabalho em dobro.

A mãe de gêmeos está sempre cansada, a gente sabe é disfarçar em alguns momentos.

Ter gêmeos é ter “turma” o tempo todo em casa, ou seja, bagunça sempre.

Na hora de comer, dormir, tomar banho é ótimo ter gêmeos, vira um mini quartelzinho e tudo funciona no horário certo.

A mãe de gêmeos sempre precisa responder um monte de perguntas “Eles nasceram prematuros?” “quem nasceu primeiro?” “Vc fez tratamento?” “Qual é o mais esperto?” “Vc engordou muito?”…e muitas outras.

Ouvir a frase “Até que você está bem para quem teve gêmeos” Valeu heim hahahahahahaha

Na escola o melhor é não deixar na mesma sala, é importante que contem coisas diferentes e tenham amigos diferentes. Foi a melhor coisa que fiz.

Mães de gêmeos estão sempre administrando ciúmes dos filhos, eles estão sempre disputando a nossa atenção.

Aprendi aceitar ajuda de quem oferece e pedir para quem não oferece.

Aprendi que ficar um pouco, nem que seja por  10 minutos sozinha com cada um, vale muito para eles.

Aprendi a respeitar o espaço e a vontade de cada um e me desdobro para deixa-los em algumas atividades separados um do outro.

Dizem que um dos gêmeos é sempre canhoto. Não sei se é verdade, mas um dos meus gêmeos é realmente canhoto.

Aprendi que o trabalho e o gasto é dobrado, mas a parte boa também 🙂

Aprendi a ser mãe! Sempre cansada, porém sempre feliz!

3 Comentários

Arquivado em Depois, Gêmeos, Supermãe

Um pra lá e um pra cá

 

Um pra lá e um pra cá

Um pra lá e um pra cá

A Melissa e o Theo passaram 37 semanas juntos na minha barriga.

Ficaram juntos no mesmo berço durante um mês.

Mamaram juntos, um em cada peito, mas ao mesmo tempo.

Dormem há mais de 3 anos no mesmo quarto.

Comem, dormem, tomam banho…etc. Tudo juntos.

Foram durante 2 anos para a mesma escolinha juntos, na mesma sala de aula.

Decidimos fazer um teste – Um pra lá e um pra cá

Hoje estão numa escola maior, e estamos tendo a oportunidade de experimentar a ideia de separa-los por algumas horas do dia, afinal nasceram juntos sim, mas não precisam passar a vida toda grudados, né?

Como eles ficam período integral na escolinha, na parte da manhã o Theo faz a parte pedagógica e a Melissa fica na recreação e a tarde trocam. Eles ficam juntos nos horários das refeições e em algumas atividades externas.

O que eu notei nesse período:

A Melissa está sofreu um pouco, pois ela gostava muito de “controlar” o Theo. Como quase todas as mulheres do mundo.

Com a Mel ao lado, o Theo fala menos, desenvolve menos e se socializa menos. Então para ele foi ótimo.

Hoje, 3 semanas depois de separa-los, sinto que o Theo está um pouco “aliviado” de estar sem a irmã tempo integral, ele enche a boca para falar dos amigos e hoje conta tudo que faz na escola. Antes só a Melissa contava pelos dois.

A Melissa passou por um tempo de adaptando a separação, ela falava pra mim e para as professores “o Theo precisa de mim”, “Eu preciso cuidar do Theo” e coisas assim. Repetiu muitas vezes que não tinha amigos na escola e que ficava sozinha.

No início achei que não daria certo, ficava me sentindo culpada um pouco mal por ter ajudado um dos filhos e prejudicado o outro. Mas na verdade hoje penso que não estou prejudicando, eles precisam da individualidade deles. Mas é claro que se eu ver que eles realmente desejam ficar juntos novamente ou que isso afetou a vida emocional ou intelectual deles, mudamos de novo.

1 mês de um pra lá e um pra cá. Depois conto mais.

 

1 comentário

Arquivado em Depois, Escola, Gêmeos, Supermãe

Escola de criança grande

A adaptação na nova escola foi um sucesso! Ponto para mãe de gêmeos.

Em 2 dias eles estavam super bem e felizes na escola “de grande”.

Mas a escola mesmo, teve início hoje. Em janeiro a escola funciona como um socorro para mães colônia de férias, as crianças passam o dia brincando, isso ajudou na adaptação da nova escola.

Ontem foi a reunião para conhecer as professoras, método de ensino e falar sobre os objetivos e as novidades. Foi uma reunião muito produtiva, de verdade.

A maior vantagem dessa escola que escolhemos,  é de ter muita atividade física (balé, judô, iniciação na ginastica), é importante a criança ir pegando gosto pelo esporte, além disso melhora muito a coordenação motora, aprende a perder, aprende a se esforçar e trabalhar em grupo.

Nem posso imaginar minha cara quando ver a Melissa de bailarina e o Theo de quimono…rs.

O fato de ter inglês e atividades esportivas dentro do horário que estão na escola, nos traz grande tranquilidade e economia, pois estão se exercitando sem você precisar pagar por fora e ainda sair do trabalho, pega-los na escola e ainda leva-los em algum lugar. Assim eles saem da escola já cansados e prontos para ir para casa jantar, tomar banho e cama. Pelo menos é isso que esperamos.

Boa volta às aulas!

 

1 comentário

29/01/2013 · 20:33

Tudo junto

Quando se tem 2 bebês ao mesmo tempo, você precisa otimizar o tempo.

A melhor coisa para facilitar sua vida e acalmar os bebês, é criar uma rotina.

Rotina é bom para os pequenos e para os adultos, que conseguem tempo para se organizar.

Já escrevi antes sobre rotina (leia aqui)

A grande dificuldade de cuidar dos 2 ao mesmo tempo, é conseguir dar atenção, carinho, colo e cuidar dos interesses individuais deles.

Nossa casa vira um pouco exército, todo mundo faz TUDO JUNTO.

Hora de acordar, hora da escola, hora do almoço, hora do banho, hora de dormir…TUDO JUNTO.

Como a vida é corrida, você já faz no automático e não da uma super atenção à eles, isso me frusta um pouco. Vejo amigas “namorando” seus bebês, ficando com ele adormecido no colo, dormindo a tarde com ele na cama, passeando calmamente pelo parque ou pelo shopping e até indo ao cabeleireiro com seu bebê. Essa parte poderia ser mais calma para mãe de gêmeos, não temos tempo para “namorar” nossos pequenos.

Quando em alguns momentos um deles precisa mais de atenção, o outro “pira” e fica tentando chamar a atenção para si. Isso não acontece com muita frequencia, pois até gripe eles pegam juntos. TUDO JUNTO.

Amamentei os 2 juntos, sempre coloquei os 2 para dormir no mesmo horário, o banho sempre foi juntos, enquanto eles eram pequenos, tomavam banho na mesma banheirinha e quando cresceram, era uma banheiro ao lado da outra. TUDO JUNTO.

Ultimamente estamos tentando separa um pouco as brincadeiras e tentando ficar um pouco mais com um deles de cada vez. O difícil é sair para dar uma voltinha com a Melissa e o Theo ficar, ou vice e versa. Quem fica não gosta, mesmo fazendo alguma coisa bacana com o pai, um fica perguntando pelo outro.

A vida de mãe de gêmeos é corrida, mas precisamos parar um pouco para prestar atenção em cada um deles e parar de pensar neles como ELES no plural e prestar atenção nas vontades, medos, dúvidas de cada um.

TUDO JUNTO é bom! Mas separar um pouquinho, também pode ser bom.  Será que eu consigo?

3 Comentários

Arquivado em Depois, Gêmeos

Lei de Murph

Pois é, aqui em casa impera a Lei de Murph.

Se uma das avós ou a babá dorme aqui, fica tudo calmo. Mas quando estou sem ajuda….aff Maria.

Como escrevi ontem, estou com uma baita sinusite que me derrubou, foram 25 dias doente, 1 deles no hospital e 3 deles em casa repousando.

Mas como eu já imaginava, essa noite a coisa foi difícil.

A Melissa teve uma forte crise de tosse, sempre que ela tem essas crises vomita, é batata.

Então me adiantei e fui dormir no quarto deles, assim o socorro ficaria mais rápido e dormiria mais tranquila.

Eu disse dormir tranquila? Pois é, a noite foi infernal, ela tossia muitooooooooo, fiz chá, dei água, fiquei com ela no colo e quando vi eram quase 4 da manhã.

Depois que ela vomitou, melhorou e conseguimos dormir.

Mas aqui em casa são 2 bebes, certo? Enquanto a Mel dormiu as 4 da manhã, o Theo acordou as 6:20hs.

Lei de Murph total. Precisava descansar, afinal começa o final de semana que é quando o bicho pega. Já estava melhorando, afinal repouso funciona mesmo.

Resumindo, estou morta de sono, dor de cabeça, mau humor, toda entupida e dor no corpo. Regredi.

A sorte é que mãe tem uma força interior absurda! Eu mesma me surpreendo quando vejo essa força vir a tona.

E hoje vamos ligar para a SOS avó!!!!!! rs

(A imagem acima retirada da internet)

3 Comentários

Arquivado em Depois, Gêmeos, Supermãe

Desfralde dos gêmeos

No carnaval iniciamos o desfralde.

Mas confesso que comecei e parei algumas vezes.

No carnaval, estavamos no sítio e como eles ficavam peladinhos, tudo foi mais fácil, mas voltando para SP no terceiro xixi na sala voltei atrás.

A parte difícil de desfraldar gêmeos, é que enquanto você está fazendo xixi com um deles, o outro fez enquanto esperava.

Decidi então fazer junto com a escola. Lá eles já ficam sem fralda durante alguns períodos. Quando chegam em casa deixo também e pergunto algumas vezes quem quer fazer xixi e normalmente vem uma resposta positiva.

O banheiro acabou virando a parte mais legal da casa! Eles ficam felizes quando usam o banheiro e dão tchau para o xixi e para o cocô.

O Theo está mais rapidinho nessa questão. Ele só faz cocô no banheiro, não gosta mais de fazer na fralda. E raramente o xixi escapa. O orgulho dele é fazer o xixi “como o papai” de pé.

O duro foi explicar para a Melissa que meninas não fazem xixi de pé. Estamos indo juntas ao banheiro.

Comprei muitas calcinhas e cuecas para esse momento.

Desse vez está dando certo, lógico que escapadas acontecem, mas estamos todos juntos nessa missão.

O mais engraçado é que o Theo não fica mais sem cueca, em para dormir. Precisa ter a fralda e a cueca por cima.

Enfim, tudo tem o seu tempo. Hoje está tudo dando certo.

Mamãe orgulhosa dos seus filhotes!

* Imagem acima retirada da internet

9 Comentários

Arquivado em Depois, Gêmeos