Bullying Materno

barbie 2

Acho que toda mãe que trabalha fora, sofre um pouco de bullying.

Se algum profissional da empresa vai ao dentista ok, se a avó de alguém morre ok, se o cachorro de alguém precisa de algo ok, se alguém exagerou na bebida e precisa ir embora porque está na maior ressaca ok. Mas se uma mãe fala que precisa ir embora porque o filho está com febre e ligaram da escola….xiiiiiiiiiiii as pessoas já te olham com aquela cara de “olha ai a folgada indo embora por causa do filho”.

Mas o que as pessoas não entendem é que mais dia menos dia, quem faz isso também será mãe ou pai e ai como vai ser?

Eu mesmo paguei minha lingua várias vezes, dizia um monte de coisa que hoje faço diferente com meus filhos. Só quem vive a maternidade sabe o que é.

Uma mãe dá a vida pelo filho, imagina se ela não vai correr quando ele precisa.

Existem empresas que não contratam mulheres em idades em que se tornam mães (hoje isso está bem mais complicado, já que mulheres de mais de 40 anos estão sendo mães), e muitas mulheres não querem ter filhos para se dedicarem única e exclusivamente à carreira. Então se a empresa quiser alguém sem filhos, está cheio de gente por ai. Mas realmente não acho que uma profissional com filhos se dedica menos que as sem filhos, não mesmo!!! Apenas aproveitamos melhor o nosso tempo, almoçando na mesa de trabalho, correndo durante o dia e até fazendo ligações do carro se não deu tempo de ligar do escritório. Apenas corremos mais e nos desligamos quando estamos em casa com as crianças.

Não acho que mães se dediquem pouco ao trabalho, mas tenho certeza que a prioridade vira imediatamente que o filho precisa de um socorro.

Trabalhei por quase 3 anos numa empresa e sai apenas 3 vezes com emergências dos meus filhos e MUITAS vezes com emergências com a minha mãe, ou seja, não contratar alguém que tenha filhos é mesmo uma boa ideia para a empresa? E se o funcionário tiver mãe…também não pode? hahaha

Hoje estou montando um negócio com uma amiga também mãe, ambas teremos problemas, correria e imprevistos, mas pelo menos não faremos bullying uma com a outra, faremos os nossos horários e nos cobraremos para alcançar as metas e objetivos da empresa, afinal seremos uma equipe trabalhando por um mesmo objetivo.

E ter mais tempo para ficar com os meus filhos, me faz uma pessoa mais feliz, decidi assumir isso e tentar coisas novas. E além disso ainda tenho que cuidar da minha mãe que está com problema de saúde, e esse foi o empurrão para eu realmente sair da empresa em que trabalhava e abrir meu próprio negócio.

Boa virar mãe empreendedora =)

Em breve novidades!!!!!!!!

Achei esse LINK que vale a pena ler. Por que ninguém pergunta para um alto executivo se ele tem filhos, babás…etc?

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Depois, Supermãe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s