Explicando a morte

O céu

O céu

Há algumas semanas, perdemos o nosso gatinho Clyde.

Ele morreu depois de passar 22 anos na família.

Além da saudade daquele gatinho que passou tanto tempo do nosso lado, com aquele miadinho rouco e carinha de anjo, senti uma grande dificuldade de contar para as crianças o que tinha acontecido com o Clyde.

No ano passado perdi outra gatinha, mas eles não tinham muito contato e mal se lembram dela hoje, mas o Clyde era a paixão da minha filha, todos os dias ela se preocupava em dar a ração dele e água para ele, e gostava muito de dar carinho e beijinhos nele.

Quando ele ficou doente, ela me ajuda a cuidar dele. Uma fofa!

Como explicar a morte para meus filhos de 3 anos?

Quando no início do ano o vovô Walthão também se foi, tivemos de explicar para onde o vovô tinha ido.

Explicamos que o vovô Walthao foi morar no céu, numa nuvem grande, branca e fofinha. Na época fizemos umas colagens para eles entenderem bem, então aproveitamos e dissemos que o vovô Walthão estava querendo um gatinho para ficar lá com ele. E é claro que a melhor opção, seria o Clyde, o gato mais bonzinho do mundo.

Mas essa dificuldade de explicar a morte ficou na minha cabeça.

Se até para nós muitas vezes é dificil entender e aceitar, imagina para as crianças.

Comecei a observar as crianças e suas reações com morte.
Quase todas os “contos de fadas” e histórias para crianças lidam com a morte. “mate a branca de neve” ordenou a madrasta, Cinderela que perde a mãe e é maltratada pela madrasta, O Rei leão perde o pai de uma forma trágica, no Nemo a mãe morre no início do filme e o Nemo se perde do pai…e por ai vai.

Não sei se a intenção dessas histórias é explicar que a morte existe, mas as crianças começam a falar em morte. “a branca de neve morreu mamãe?” “por que a mamãe do Nemo sumiu do filme?”, “Cadê a mamãe da cinderela mãe? Morreu?” .
É claro que eles ainda não entendem como isso tudo funciona na vida real, e enquanto eu puder deixar de uma forma mais leve e menos dolorida, não vejo problema em fazer.

E o que me deixa tranquila com tudo isso é crer que estejam onde estiverem, eles realmente estão bem e felizes.

Imagem acima retirada da internet.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Depois

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s